13.2.13

morarei no interior

Por isso, nunca deixarei de ser Dorian: há minas no meu peito enluarado. Mesmo quando tiver mais idade, serei um véio de ouro, sorteiro, e as garimpeiras de amor sempre vão querer encontrar-me entre os cascalhos do riozinho. Morarei no interior. Abandonarei a Stoli e os frutos do mar; trocarei o Baron D´Arignac por caipirinhas deliciosas... Mas, em nome de Vênus, o erótico Lúcifer continuará descobrindo, todo dia, essas minhas doces e eternas, essas minhas gloriosas, indispensáveis e adolescentes Madrugadas.

Então, que Deus me perdoe, e que você me compreenda. Porque o Lúcifer a que aqui me refiro é aquele da primeira fase, quando ainda era um anjo — o belíssimo Anjo da Luz. O brilhante intelectual contestador. E Dorian é o irretocável Retrato de Oscar Wilde. E as Madrugadas, são estas que agora vivo — amorosamente — entre flores e estrelas.

4 comentários:

Edson Marques disse...

É a vida, mesmo!
Deliciosa...

http://mude.blogspot.com.br/2013/02/morarei-no-interior.html

Virgínia Viana disse...

Talvez um dia vc se case, talvez ame tanto que vai querer pra vida toda e vai querer que seja só seu. Sei que descorda disso, mas a vida surpreende tanto.

Beijos meu tão doce poeta.

sonia k. disse...

Bom dia, misto de anjos!
Creio que já vive um amor pra sempre e que reinará como um ancião até, perdido entre estrelas, contando suas mirabolantes vivências, curtindo todos os carinhos e compreensão de quem te acompanha sempre e que carrega como parte de si mesmo.
Alguns espíritos não caminham pelo tempo como a maioria. Permanecem e assistem, mas não se vão.
Lindo dia, futuro inimaginável ancião.

lola disse...

¡¡ Buenos días¡¡

He estado un tiempo ausente por asuntos personales, volver a gozar de tus entradas es un placer

Feliz día
Muy bueno tu Post