14.2.13

alcool lucidez

O álcool nos torna lúcidos: depois de duas garrafas de vinho — nem me lembro de você.

4 comentários:

Edson Marques disse...

Inspirado intensamente numa frase de Marguerite Yourcenar. Talvez do seu livro Fogos, que adorei várias e várias vezes. Dela eu também releio sempre Alexis, ou "O Tratado do Vão Combate".

Viva, a madrugada!
Sempre.

http://mude.blogspot.com.br/2013/02/alcool-lucidez.html

Edson Marques disse...

PNJANMMNMPNPEEM. i347.

sonia k. disse...

A lucidez provocada pelo álcool é a mais efêmera e enganosa que existe, querido. Mesmo parecendo estar vivendo o real, estará sempre só viajando pelo irreal. E depois, lembrar-se ou não, já não importa.

Roberta disse...

Nunca ouvi tamanha verdade, porque em verdade tudo o que vemos é a nossa projeção no outro.. adorei!