14.12.12

eternos dois segundos

Às vezes a eternidade dura apenas dois segundos. Te encontro de repente, e meu olhar tropeça com doçura e alegria nos teus lábios nacarados encarnantes. Tua boca entreaberta desenha um sorriso interminável, sinto tua respiração de sonhos quase suspensa, e um gesto puro que me empolga. Levanto um pouco mais o meu olhar, e eis que encontro o teu, e nos teus olhos eu vejo duas borboletas azuis e um brilho carregado de desejos. Nos teus olhos eu vejo um desfile de elefantes amarelos enfeitados com safiras, vejo os deuses dançando e tomando vinho, e uma orquestra executando Ode à Alegria. Nesses dois segundos, vejo cinco mil anos de história, um balaio de flores e estrelas, e o meu mais recente amor eterno nascendo outra vez...

É a vida!

7 comentários:

Edson Marques disse...

Eu gosto de imaginar que a eternidade dura apenas dois ou três segundos...

http://mude.blogspot.com.br/2012/12/eternos-dois-segundos.html

sonia k. disse...

Será que dura muito além disso?

VIDA E LIBERDADE disse...

Para que eu sinta a eternidade, basta um fechar de olhos!Tudo se ilumina!

fica bem....poeta!

Anônimo disse...

um olhar, no brilho de uma
durabilidade intensa.

Edson Marques disse...

Acho que é isso mesmo, Sonia: nada mais que dois primeiros segundos!

Flores...

Edson Marques disse...

Marilis,

Basta também um abrir de olhos...

Flores!

VIDA E LIBERDADE disse...

Gosto de sentir a eternidade com os olhos fechados...poeta.... depois quando abro, a fantasia já se foi!!!!
Mas eu curto muito esses segundos...assim posso ter muitas eternidades num dia só! rs

beijos!