16.12.12

analiso as relacoes link

Eu não apenas vivo as minhas relações de amor: eu também as analiso. Eu me questiono sobre elas, a partir de dentro delas mesmas — entusiasmado com suas tramas e coivaras, com seus mistérios e caminhos. Com seus múltiplos encantos e extremas gostosuras...

7 comentários:

Edson Marques disse...

O amor é algo muito simples.
Ou também muito complexo...

Cada um escolhe (?) o seu preferido.

É a vida!

sonia k. disse...

Cada um escolhe ou é escolhido... A vida nos escolhe. Vivi amor muito complexo pela situação desconexa (familiar/socialmente) e que foi tão simples na vivência que acabou conquistando até os mais tradicionais. Depois disso passei a argumentar que o príncipe pode bater à porta sim, por que não? E quando bate é a vida escolhendo cada um de nós ou nós nos entregando à vida abrindo a porta. E analisar... só se for mesmo os múltiplos encantos e extremas gostosuras.
Carinhos

Bandys disse...

... as sedas da vida se fazem no escuro...



Beijo mestre,
Voce esta bem?

Suzi disse...

Boa noite Edson! Igualmente a todos.
Até que enfim vocês voltaram, estava com saudade. Rs... Penso que não perdi nada, ao contrário, ganhei. Quanto post para ler e senti-los todos, duma vez só!
Edson só te dizer uma coisa: pessoas de nossa estima verdadeira nunca partem. Nem de uma forma nem de outra. Você sabe.
Gostosuras ou travessuras? Resposta fácil: as duas! E ainda se forem com muitas flores, todos os verso e vinho, o suficiente... Af!

Edson Marques disse...

Suzi,

Parece que toda travessura inocente tem uma carga enorme de gostosura.

Saudades de você, também.

Flores...

Edson Marques disse...

Bandys,

"as sedas da vida se fazem no escuro".

Gostei. Muito.

E eu ainda acho que, sobre a pele, a seda é o melhor tecido...

Flores...

Edson Marques disse...

Sonia,

Então, o príncipe pode, sim, bater à porta. Espero que tenha batido à tua...
E parece que bateu, mesmo, amorosamente.

Flores...