23.11.12

luz da loucura

A luz da Loucura só é vista por aqueles que têm os olhos abertos.

3 comentários:

Edson Marques disse...

MEU CONCEITO DE LOUCURA

Embora seja insuportável para quem já perdeu a lucidez, a Loucura é a única salvação. Por isso recomendo aos "normais ainda saudáveis" que procurem o caminho poético da Loucura. Claro que não me refiro à loucura inconsciente, transtorno bipolar, psicose, depressão, esquizofrenia, nem algo semelhante. Eu me refiro à loucura criativa de Osho, de Dali, de Paritosh. Eu me refiro à loucura brilhante de Nietzsche, de Jesus e de Artaud; à loucura sagrada de Van Gogh, Henry Miller e Picasso. Eu me refiro à loucura que está ali — aqui — a quase 360 graus da sanidade. Eu me refiro à fuga da escuridão chamada Norma. À quebra radical das as correntes opressoras. Ao abandono puro e simples do rebanho.

Eu me refiro à loucura luminosa dos criadores de mundos.

À loucura dos amantes da liberdade absoluta.

Esta, a loucura que (me) (te) (nos) encanta...

sonia kahawach disse...

Todos os citados por v., não foram realmente loucos. Só se distanciaram do rebanho e brilharam acima do normal, dentro do mundo que criaram, cada qual a seu modo.
Quisera muitos mais assim tivéssemos e o mundo seria bem mais viável. Normas, preceitos, regulamentos, preconceitos são grandes amarras mesmo e poucos conseguem superar tal sanidade. Carinhos pelo dia afora.

Ana Carla disse...

Encantada!