25.10.12

estrelas a bombordo

Eu abro caminho com estrelas a bombordo e com flores no infinito. Na vida, eu sempre me ligo a certas coisas e me desligo de outras. Fico cheio de tantas, e vazio de muitas. Um Mar Vermelho inteiro acaba de se abrir aqui agora mesmo à minha frente. E eu respiro como se ondas azuis inflassem de Deus o meu espírito em repouso. Tudo agora é muito claro para mim. Até o Céu se esclareceu. Aliás, se vou para o Norte ou se vou para o Sul — nunca mais saberei. Porque não é preciso mais saber, nos dois sentidos de saber e de preciso. Nada agora é mais urgente que viver Agora. Por isso que rasguei os meus mapas, quebrei meu relógio e joguei minha bússola... Acabei de me encontrar — e abracei meu coração. Apaixonei-me por Mim...

3 comentários:

Edson Marques disse...

Lembrei-me agora de você, J.A.
Flores...
http://mude.blogspot.com.br/2012/10/estrelas-bombordo.html

Nádia Santos disse...

Adorei sua postagem, até me identifiquei... Estou passando também para dizer que tem um presente no meu blog pra ti, passa lá e lê a postagem "Um presente muito especial". Até lá

Penelope Wells disse...

Joyce Ann existe ou é uma ficção? Por mais que você cultive a liberdade, parece-me estar muito preso a esta musa.
Uma guirlanda de estrelas...
Penelope Wells