23.9.12

olhe para os lados

Agora mesmo, onde você estiver, olhe para os lados. Ajuste a consciência, apure a sensibilidade, abra seu coração, respire fundo, olhe para os lados outra vez, e responda-me, sinceramente: — As pessoas com as quais você hoje convive (em casa, na escola ou no trabalho) são amorosas, compreensivas, inteligentes, excitantes, audaciosas, livres, saudáveis, brilhantes, honestas, sensíveis, delicadas, independentes, e cheias de entusiasmo pela vida?
— São?!
Porque, se assim não forem, responda-me:
— O que é que você continua fazendo aí?
O que é que você continua fazendo aí?

6 comentários:

Edson Marques disse...

Esse texto é do meu livro Beijos no Céu da Boca, página 52.
http://mude.blogspot.com.br/2012/09/olhe-para-os-lados.html

Ana Carla disse...

Essa sim, é uma boa pergunta!

Letícia disse...

É esse pulsar de vida que tenho buscado para mim. Se não há o estremecer, o novo, o sentir, o descobrir, a liberdade, enfim, o viver intensa e inesperadamente nos tornamos espectadores passivos da vida. Mais um texto perfeito seu, Edson! Beijo

EU SOU Maiana Lena! disse...

Despertar..despertar..este é o caminho...tomar consciência do próprio poder do amor de ser..!

Sandra disse...

Oi Edson, estopu fazendo a correção da autoria de "Eu tenho orgulho de mim" e "Mude", vc me perguntou onde vi que era da Clarice, pois bem, eu vi no facebook em uma postagem com foto, mas estou fazendo a correção, e qdo vc vir em meu blog outro erro vou adorar que vc comente pra que eu faça a correção, me desculpe pela demora, é que está meio corrido no meu trabalho agora... um enorme beijo e volte sempre, e fique a vontade em dar opinião, sugestão e principalmente fazer correções, o meu blog é nosso... Bjks

Sandra

sonia kahawach disse...

Acho que são atributos demais pra se encontrar nas pessoas à volta. Tudo muito positivo e bom. A realidade nunca é assim, não acha? As pessoas, geralmente, são um misto de coisas positivas e bonitas misturadas com o negativo e nem sempre tão lindo. Aí está a graça da convivência.