14.8.12

o que planejamos

Aquilo que planejamos não nos surpreende. O que é planejado não tem o poder de emocionar, e não encanta o suficiente pra tocar um coração. Toda aventura tem que ser imprevisível. Se você não cair de vez no mundo, o mundo é que acaba desabando sobre você, e te esmaga sem dó nem piedade. Se você não saltar profundo, não saberá jamais o que é viver de verdade.



O verdadeiro desapego tem que começar por dentro: vamos deixando de precisar daquilo que já estava no interior de nós mesmos. Daquilo que já tínhamos entendido como indispensável. Porque desapegar-se só das coisas que estão fora de nós é muito fácil. Mas é preciso ir além...

8 comentários:

Edson Marques disse...

Ainda estou questionando este conceito.
Veremos se o mantenho assim.
http://mude.blogspot.com.br/2012/08/o-que-planejamos.html
É a vida.

Ana Carla disse...

Desapegar-se do que somos, e acreditar que apenas estamos, é o grande desafio da mudança. Ou não?

Edson Marques disse...

Este plano por onde escorrego da normalidade à loucura não tem fim — tem só delícias inclinadas

Sandra disse...

Oiiii... passei pra te avisar que terá sorteio em meu blog, particpe!!!
Blog Pensando e Aprendendo
http://sandraduarteborges.blogspot.com.br

Se quiser participar apenas uma vez é só participar do Blog e me deixar um comentário, se quiser participar duas vezes coloque o meu selinho na lateral do seu blog de forma bastante visível e me deixe o seu link, no comentário que fará pra mim...

Boa Sorte!!!!
Sandra

Cla disse...

Edson,

Boa noite, as vezes planejo as coisas, mas amenizei esse ato por força das coisas, não temos controle sobre elas, então temos que ter surpresas parece que a vida é melhor quando funciona dessa forma.

Parabéns pelo texto, um grande beijo.

Bandys disse...

Poeta,

Hoje deu saudade da tua madrugada que um dia eu desapeguei.

Desapegar de sentimentos é se fundir na existência, é perder a identidade.
E continuar sendo eu...modificada.

Boa madrugada,

VIDA E LIBERDADE disse...

Queria muito viver intensamente ...
Tudo novamente!!!
Ou começar a viver o felizmente...

beijos
poeta
lindo!

MA FERREIRA disse...

Esta questao de limite..

antes eu achava que o limite estava on.... ledo engano...

Bom te ler...bj