17.8.12

minha mae me ajuda

Noite linda, silêncio profundo, uma taça de vinho branco ao meu lado, nada mais, nem música. Só o barulho das ondas ali perto, insistentes, deliciosas. Vejo aqui na estante, perto da tv, um quadro, pequenino, moldura brilhante de alumínio, com a foto de uma mulher que eu amo: minha mãe. E o mais impressionante em minha Mãe é que, quando estou ao seu lado, conversando sobre a Vida, ela ajuda-me a interpretar a Realidade. E quando sonho com ela, no próprio sonho ela me ajuda a interpretar os meus Sonhos...

7 comentários:

Edson Marques disse...

Tudo verdade. Só o vinho que não era branco: era tinto. Mas alterei.
http://mude.blogspot.com.br/2012/08/minha-mae-me-ajuda.html
É a vida.

Ana Carla disse...

Quer música melhor do que o silêncio e o mar? Sou Mãe. Quero ser assim, firme e esclarecedora, uma referência pro meu filhote. Ele está crescido.

My- Boa Sorte!!! disse...

Respirando profundamente suas palavras. Minha Alma agradece!

Beijos!

M.H.C disse...

Oi... Sou do Diário de Tróia. Desculpe se divulguei o texto achando que era de outra pessoa. Realmente vi o poema no you tube, mas está dizendo lá que é de Pedro Bial e num outro site também, veja: https://www.google.com.br/search?sugexp=chrome,mod=13&sourceid=chrome&ie=UTF-8&q=mude+-+pedro+bial acho que existe mais gente desinformada por ai, então, procure seus direitos de artista. E mais uma vez, desculpe! Um forte abraço. Helena

Ygo Maia disse...

MÃE É MÃE!!
Mãe é mãe até nos sonhos...
Um abraço!!

Ah, e aguardo ansiosamente as respostas da entrevista, ok?!
http://ymaia.blogspot.com.br/

Só em Palavras disse...

Delícia ler voce sempre!
Esse amor por ela
e que nos faz
ser agraciadas por tua paixão pela vida e pela pratica da liberdade.
Adoro!
Bjins entre sonhos e delírios

VIDA E LIBERDADE disse...

Mãe sempre é um livro aberto para seus filhos....
Mãe não suporta ler sofrimento nos olhos do filho, quer vê-los alegres e felizes...
Toda mãe não quer que seu filho se preocupe com nada... ela só quer que ele a ame e que seja feliz...e seja muito amado também...

Delicioso texto, poeta!

Adoro ler você!!!

Adoro você!!!


Marilis