7.7.12

casamento

Grandes paixões sempre duram pouco. A natureza da paixão é ser fugaz e passageira. Ninguém suportaria viver aventuras diferentes todo dia, e grandiosas — para sempre — com a mesma pessoa. Seria a banalização da gostosura. Já os casamentos tradicionais são mais duradouros. Porque faz parte da própria natureza do casamento ser monótono, e excluir toda e qualquer possibilidade de aventura, de risco e de emoções. O casamento foi inventado para encurralar o amor, domesticar os amantes, e torná-los previsíveis, descoloridos e estáveis... Em outras palavras, para burocratizar o amor. O casamento foi criado para tornar os amantes sem graça. Ou seja: para "desgraçá-los" completamente. Entretanto, há muitas razões para casar.

2 comentários:

Edson Marques disse...

No Livro da Minha Vida eu vou contar as razões pelas quais me casei cinco ou seis vezes — com seis ou sete mulheres maravilhosas. Casamento "de artista", é claro: sem papel. Porque o meu estado civil original é um dos meus maiores tesouros.

http://mude.blogspot.com.br/2012/07/casamento.html

Chegando agora, nos braços da madrugada.
PNMMNJNPEEM.

VIDA E LIBERDADE disse...

O impulso que nos faz casar é muito forte....porque estamos realmente apaixonados, querendo ter a pessoa em questão, "eternamente" ao no lado. Sonhamos com esse dia tão importante das nossas vidas, a sensação de nos vestir de branco, a pureza dos nossos sentimentos..a beleza do amor sentido...enfim...tudo se torna um sonho..real com uma linda produção...
Depois de certo tempo...(o necessário )depois que a intimidade e rotina do dia a dia começam a ficar mais constante, percebemos que tudo perdeu a graça e o entusiasmo.
Querem nossa cabeça corpo e membros além do coração,do amor enfim...nos querem por inteiro ...Sufocam-nos..
Todos os sentimentos ficam estrangulados, pelo ciúme, pelo sentimento de posse, e assim... nos prendem numa gaiola de ouro, onde não somos mais ninguém, apenas um objeto ...então vamos morrendo um pouco por dia...
Casamento não deveria existir...nem a palavra...deveria ser usada

Nada nos deixa mais felizes do que a sensação de liberdade.Ninguém nos obriga a amar...simplesmente amamos...e deixamos de amar quando
realmente queremos.Ninguém tem o direito que sufocar nossa felicidade...

Enfim... poeta querido... é a vida!!!


Beijos com amor

Marilis