22.6.12

asas

As asas que nos dão acabam sendo pequenas demais, e nunca funcionam bem. Portanto, cada um de nós tem que criar as suas próprias. Isto — se houver real interesse em exercer o voo.

4 comentários:

Edson Marques disse...

As asas que ganhamos são sempre menores do que aquelas que criamos.

A liberdade concedida é sempre menor do que aquela conquistada.

Ainda na cama.
Inspirante madrugada...

http://mude.blogspot.com.br/2012/06/asas.html
PNMMNJENP

Edson Marques disse...

Eu sei que o que proponho é algo ideal. Nem tudo são flores na vida das pessoas. Nem todos têm chance de preparar-se, de refinar-se. O sistema acaba atropelando quase todo mundo. O tempo é escasso. As pressões são infinitas... Eu compreendo. A inteligência emocional é coisa rara.

(...)

Melhor fazer um café.
Mas, antes, visitar a minha Mãe.

Edson Marques disse...

As asas que nos dão são sempre pequenas e nunca funcionam muito bem. Cada um de nós tem que criar as suas próprias. Isso — se houver interesse em voar.


Reescrevi agora, tomando café.

Edson Marques disse...

A perda de interesse pelo voo aumenta o peso das asas.