13.5.12

anti edipo

Hoje eu amanheci freudiano. Quero escrever algo sobre o que geralmente sucede a pessoas que não amam suas respectivas mães. Pessoas que não veneram suas mães. Não as idolatram. Minha tese nada tem a ver com castigos divinos ou miudezas semelhantes. Mas tem tudo a ver com o absurdo que é negar a própria origem. É uma coisa muito difícil de se consertar, pois desvalorizar a mãe é desqualificar a fonte da sua própria vida. Do ponto de vista psicanalítico, pode ser um desastre.

A primeira vez que toquei nesse tema foi num texto chamado Meditações, publicado em 11.12.2010.

8 comentários:

Edson Marques disse...

Quase todo dia eu amanheço freudiano.
Mas também reichiano.
E sem deixar de amar Jung.
http://mude.blogspot.com.br/2012/05/anti-edipo.html
É a vida...

Mariana Godoy disse...

Ola Edson.
Gostaria de pedir desculpas pelo ocorrido.
Não fazia ideia que o texto era seu.
Perdoe-me.

Grata.
MG

Diário Ciumento

Lola Mantovani disse...

acho horrível pessoas que renegam suas raízes, pessoas que talvez foram criadas com tanto amor e depois simplesmente viram as costas, desculpa pelo mal entendido agora só tenha que dizer que você escreve muito bem, o poema era perfeito :)
beijos
http://lolamantovani.blogspot.com.br/

Aline Zaniboni disse...

Boa tarde Edson! Tudo bem?

Primeiramente gostaria de agradecer a visita ao meu perfil, e o elogio!!! Escrevo pouco, mas quando escrevo tento colocar pra fora tudo o que está dentro..

Negar a própria origem é algo cruel para aquele e o faz e para aquele que nega. Nada é mais saboroso do que o amor de uma mãe, o cuidado, a preocupação.. Sinto falta disso, e por isso desprezo quem não valoriza.

Meus desejos de uma semana iluminada pra vc!

Beijos

Isah disse...

Aiii desculpe pelo acontecido mais agora já sei e vou vir aqui mtas vezes pq adorei os poemas grande autor,escritor e poeta vc é!

Manualdasmeninasoquevoceprecisava.blogspot.com

Priscila disse...

Oi
Há eu não sabia que havia sido você quem escreveu o poema que estava no blog da Mariana, mas independente do autor, era muito bonito.
Em breve eu vou criar uma tag no meu blog que será Merece Destaque, e eu queria pedir permissão para colocar um dos seus textos no meu blog e é claro que você vai levar os créditos
seguindo seu blog e está de parabéns pelas belas coisas que escreve.
eunascinodiaerrado.blogspot.com

Amanda disse...

Vc é um grande escritor! Tanto o texto que a Mariana postou, quanto este do seu blog, são lindos! Mães são muito importantes, sem elas não estaríamos aqui!
Muito sucesso!

Beijos. Amanda♥

maiskmoda.blogspot.com

VIDA E LIBERDADE disse...

Bom dia...poeta!!!
Negar que tua mãe lhe deu a luz ....é como negar a inexistência de si próprio...Mãe é um pedaço nosso...ou melhor, somos uma parte dela...e o sagrado nome de mãe Jesus um dia disse:!!"Que sejas uma mulher santa, para que seu filho seja seu fruto"...É de muita responsabilidade gerar um filho e educá-lo para o caminho do bem...Somente as boas mães fazem isso...Acho que toda mulher deveria fazer um cursinho intensivo antes de ser mãe. para saber encaminhar o fruto de seu ventre!!!

E dona Iracy está bem?

A você muitas flores em seu caminho , poeta!

beijos
Lisa