17.4.12

mae

Era um dia de duplas esperanças. Era uma noite de luar azul escandaloso. Era um sábado de alelúias, era hora de metáforas e loucuras. Era uma casinha de madeira e primavera ao lado de uma roseira branca no finzinho de uma rua principal. Como toda mulher inocente, minha mãe havia sido deflorada por um delicado Inspírito Santo. Era madrugada e ela estava sozinha outra vez. Foi então que essa Mulher me deu a Luz. Era o começo de uma história de Amor.

Antes do leite, antes do açúcar, antes do arroz com feijão — eu queria mesmo era o amor que ela me dava. Este foi meu primeiro e mais querido alimento: o Amor. Como se pode notar, eu sempre me alimento de Amor e de Mãe, de risco e paixão, de glória e loucura, flores, estrelas, matemática, poesia, lógica e mulher. E liberdade — é claro.

Ela jamais quebrou as lanças da minha ousadia, e nunca pensou em cortar-me as asas de pássaro livre. Ela me apoia com entusiasmo, incentiva os meus saltos profundos e me aplaude todas as conquistas. Compreende os meus gestos, mesmo quando parados no ar. Ela me aceita como sou, inteiramente. E me faz acreditar, cada vez mais, que o verdadeiro amor é a união delicada de duas espontaneidades, a fusão poética de dois devaneios. Ou mais.

Até hoje é assim a minha Mãe. Daqui a pouco vou ligar pra ela.

8 comentários:

My- Boa Sorte!!! disse...

O que mais dizer dessa História de Amor heim? Você vem aqui e nos enche de Amor com o Seu Amor grandioso! Sua Mãe,o Local, o Seu Alimento, e essa relação Esplendorosa! Meu querido, Ler você só me dá conforto. É ler e fechar os olhos...
E agradecer! Beijos muitos!
Myria Regina.

VIDA E LIBERDADE disse...

É esse amor envolvente que me faz voltar sempre aqui.Você é todo feito de amor, pois nasceu de um imenso e eterno amor...o "AMOR DE MÃE"...
São motivos relevantes para ler você pelo resto da minha vida!!!!
Beijos , meu poeta querido!


Lisa

PAPO ZEN disse...

Oi Edson,
parabéns pelo lindo texto.
Eu e minha amiga Carla que administramos o blog Papo Zen, essa postagem foi dela, falarei com ela a respeito da autoria desse texto e daremos os devidos créditos... mas deve ser uma honra ser confundio com Clarice...rs
abs

Edson Marques disse...

Oi, My!

Este meu Amor por minha Mãe é realmente delicioso. Sabe que ela nunca me deu um tapinha sequer. Nem um puxão de orelhas... rs! Nunca! Claro que sou o filho preferido... rs!

Falo com ela por telefone todos os domingos ao meio-dia.

E, pessoalmente, todos os dias.

Flores...

Edson Marques disse...

Sim, Lisa, o amor de mãe deve ser algo extraordinário! E não só para os humanos... rs!

Sei também que você, por ser mãe, conhece bem esse sentimento maravilhoso.

Flores...

Edson Marques disse...

Sim, Menina do Papo Zen!

É interessante e de certo modo muito gostoso ser "confundido com Clarice"... rs!

Obrigado pelo retorno.

Flores...

Edson Marques disse...

Link para o texto da minha Mãe:

http://mude.blogspot.com.br/2012/04/mae.html

(...)

My- Boa Sorte!!! disse...

Você merece Amor, muito Amor!
Adorei os detalhes, Amo os detalhes Teus! Dias, horários...
Beijos para sua Mãe!
Beijos para você!

Myria.