18.4.12

livre como um jardim

O coração tem que ser livre, mas não livre como um táxi — que só está livre quando está vazio. Não me refiro a um coração vazio. Um coração vazio é uma coisa muito triste... O que proponho, sinceramente, é que teu coração deve ser como um jardim: quanto mais flores você nele plantar, mais bonito ele fica. Basta que nenhuma delas seja carnívora, que nenhuma seja violenta, exclusivista, ciumenta ou possessiva. Basta que todas as flores convivam entre si, em harmonia, e que você ame todas elas incondicionalmente, sem apego e sem pressões.

Teu coração tem que ser livre como um jardim.

3 comentários:

Edson Marques disse...

Link para este texto:
http://mude.blogspot.com.br/2012/04/livre-como-um-jardim.html
Já publicado no blog Mude em 2010.
E também está no meu livro Manual da Separação.

VIDA E LIBERDADE disse...

Bom dia, poeta... hoje ...como sempre eu estava lendo um de seus livros e achei bonito o que você contava sobre sua irmã que lhe mandava selos em troca de suas palavras, nas cartas...inclusive os apelos da sua mãe, para que você fosse visitá-la na páscoa, que ela estava fazendo um pernil cheiroso para você... que bonitinha, não é ? Mãe é mesmo uma santa, viu.... ela quer os filhos debaixo das asas....para acariciá-los...senti-los com as mãos...é muito gostoso e bonito isso...
Essa cumplicidade entre mãe e filho é divinamente bela...
Mãe é uma das flores do seu jardim, poeta. A principal, que lhe deu a vida...essa que você tem hoje e que é apaixonado por ela não é verdade? Tem que ser regada com muito amor e carinho....

ai...ai...
(suspirando aqui... de emoção...seus livros me causam emoções diversificadas....)

Beijos

Lisa

Carlos Almo disse...

O amor sem cobranças é o que sempre buscamos, mas o mundo de hoje, seus anseios, necessidades, ansiedades, torna isso quase uma utopia...abraços...

http://carlosalmo.blogspot.com.br/2012/04/livre-se-dos-maus-habitos.html