11.4.12

jesus na cruz

Dizem que tem aí um arruaceiro que vive se metendo em belas encrencas. Anda sempre em companhias duvidosas e até já foi condenado pela Justiça. É contra o casamento e rejeita seriamente a hipocrisia. Os conservadores o detestam. Vive contestando a Autoridade. Dizem que ele costuma beijar uma adolescente em público, cujo nome é Madalena. Nunca trabalhou — mas festa é com ele mesmo. Dizem que é bonito, cabeludo e adora dançar... Corre até um boato que na semana passada, a pedido da própria mãe, chegou a transformar água em vinho branco. Deve ser um feiticeiro genial. Um poeta, um mago, talvez um deus! Dizem que ele trepa num caixote de madeira ali na praça, e fica falando coisas que ninguém entende, criando parábolas mirabolantes:
"Olhai os delírios do campo..."

Dia desses o viram balançando numa cruz.

3 comentários:

Cláudia Borges disse...

Ele é maravilhoso!!! fala de amor, não fala para agradar, fala apenas o que pensa ser certo e verdadeiro e odeia os hipócritas. Seja que for srrsrsr já tem uma fã.

celia disse...

Vinho com aroma de amendoas adocicadas,
mas o vinho era tinto, ele brindou depois da festa,
olhando o por do sol em uma montanha.

Carlos Antonio Paes disse...

Faz tempo que não leio um conto reduzido a uma crônica dissimulada e profunda, em que o texto escrito fica irrestrito a várias indagações na mente de quem as lê, parabéns ..acho que o feiticeiro foi genial sim, mas o texto ficou perfeito com as suas palavras bem colocadas...genial..
"olhai os de_líros ...."