11.12.11

cafe com flores

O pó de café, o açúcar, as moléculas de hidrogênio e oxigênio convertidas em água pura, uma colher maravilhosa, um produtor de fogo, a chaleira que eu ganhei de minha Mãe — todas essas coisas já estão lá na cozinha, me esperando. Assim que eu chego, elas me aplaudem... Mas, em verdade, sou eu que lhes sou grato. E grato não só a elas, mas também aos passarinhos que já começam a cantar, e aos lírios que me dão o seu perfume e seu carinho todo dia, quando me sento ali, ao lado deles, para pensar na vida e tomar meu café.

Nenhum comentário: