15.11.11

incendio no meu peito

Há um incêndio hoje no meu peito. Minha vida é uma casa em chamas. Embora as labaredas que me lambem sejam poéticas e sensuais, e me causem arrepios e não dor, vejo-as porém como um sinal... E quando Deus, ajoelhado, me acena feito louco, e me pede pra saltar — eu sempre salto. Não fico pensando sobre quando e onde darei início à minha própria salvação. Vou salvar-me de onde estou. Vou salvar-me daqui — e dagora!

Nenhum comentário: