30.11.11

alguma putaria

De manhã, uma musa como aquela, inocente, desenhada com lápis de cor, e suspirando em meus braços abertos. E agora, quando a noite vai chegando aqui na zona sul, eu já quero um pouco mais de sensações e de loucuras. Meu coração é mesmo uma coisa inexplicável. Ele tem vida própria, e me arrasta para lugares que nunca imaginei. Só me resta segui-lo, como se fosse meu único mestre.

Nenhum comentário: