8.9.11

teus olhos

O CIUMENTO QUER O OLHO. O AMANTE, OS OLHARES.

Não tenho a pretensão de ser o dono exclusivo dos teus olhos, meu amor: seria loucura. O que eu quero mesmo é ser, por algum tempo, o objeto puro e o destino convidante dos teus olhares. Só isso.


Ainda estou refinando o texto acima. Mas, basicamente, vou dizer que pupilas, cristalinos, íris, córneas e retinas: nada disso me interessa. Não quero as células que te compõem, posto que coisas. Eu só quero teus olhares. Afinal, o ciumento quer o olho; o amante, os olhares.

Nenhum comentário: