30.9.11

quanto dura um amor

QUANTO DURA UM GRANDE AMOR

Dizem que eu não assumo a “responsabilidade” de uma relação amorosa duradoura. Ora, não sou eu quem determina o quanto vai durar a relação: — É o tempo. É o conjunto das vontades, é a "precisão do sacrifício". São os medos que não temos, mas sobretudo a coragem. É a reciprocidade objetiva, é o conceito da loucura inquietante... É a relação profunda entre as almas envolvidas. Na verdade, são as circunstâncias que determinam a duração de um grande amor. Portanto, não me culpem por ser breve. Às vezes, brevíssimo.

Claro que também já tive algumas relações bastante duradouras: Dora, cinco anos. Patrícia, três anos. Suzana dois anos, ou mais. Joyce Ann, cinco ou seis anos. Eliana, Vera, Fábia, Sandra, Beatriz, Paloma, Alessandra, Sônia, Marina, Dayane, Márcia, Camila, Raquel, e mais dezenas e dezenas de outras — todas com períodos relativamente longos: seis, sete meses, um ano! E como não tenho ainda o poder da ubiquidade — nem cento e quarenta anos de vida — muitas dessas relações foram simultâneas. Simultâneas, superpostas, adjacentes, intercaladas, etc. Foram — e ainda são. Muitas ainda são.

Nenhum comentário: