5.9.11

o que eu falo

Eu falo que uma pessoa pode ser livre.
Mas isso é muito perigoso...


A liberdade é perigosa.

A vida livre é muito arriscada.
A vida livre é uma delícia inesgotável,
mas é também muito insegura — e cheia de surpresas.
Cheia de danças insensatas, de buscas e mudanças,
de riscos e de voos, solavancos, desafios...
Só quem ama a liberdade sobre todas as coisas
é que pode ser livre de verdade.

Só quem dirige o próprio destino
é capaz de arriscar a vida para salvá-la.

Portanto, a liberdade não é pra qualquer um:
os covardes, os medrosos e os coitados,
os dependentes, os desanimados
e todos que foram educados só pra obedecer
— estes jamais serão livres.

A liberdade é muito perigosa.


A liberdade é perigosa, mas a escravidão é muito mais!

Nenhum comentário: