24.8.11

toda viagem tem retorno

A SORTE FAVORECE OS DESTEMIDOS

Ontem eu disse que toda viagem tem retorno, mas parece que não fui compreendido. Aliás, nem é mesmo para ser: eu produzo metáforas — e quem produz metáforas não busca compreensão. Aquele outro que viajava com pássaros do céu e cheirava delírios do campo também não era muito bem compreendido... Porque o retorno a que me refiro não é apenas geográfico: é o retorno em termos de investimento mesmo. É o lucro, o ganho, a vantagem — a experiência que uma viagem nos traz, mesmo que não haja o retorno físico para o lugar de onde se partiu. Até porque, nessa perspectiva, não há retorno efetivo jamais. Somos outros quando voltamos. Uma viagem nos transforma; às vezes para sempre — e de modo irreversível. Quem já fez ou conhece a história do Caminho de Santiago sabe disso. Quem já foi ao Monte das Oliveiras ou ao Pico do Jaraguá sabe disso. Quem já veio à Bahia em busca de aventuras e surpresas, sabe disso. Quem já saltou de pára-quedas ou desceu correnteza forte num barco a remos, também. Quem corre riscos com certa frequência, quem ama a liberdade absoluta — quem ama a Vida — sabe do que estou falando. Os destemidos e os loucos inteligentes, sabem disso. Até Sêneca dizia que a sorte favorece os destemidos.

Nenhum comentário: