11.8.11

poeta filosofo

Dois amantes

Meu trabalho é escrever apenas, e contar histórias para mudar o mundo. Arriscar a Vida em teu nome e fazer loucuras por mim também. Dançar profundo à beira do abismo, e tecer a sorte como se aranha. Porque, no fundo, há dois amantes loucos morando em mim: um poeta e um filósofo. O filósofo compreende tudo porque reflete muito por sobre o pouco que o outro pensa. E acaba vendo mais longe no espelho das coisas porque sobe numa escada chamada Razão. E isso é bom. Mas o poeta, esse não compreende nada — porque não precisa de coisa alguma. Nem pensa em pensar profundo, só dança com seus amores. Não vê mais longe, nem vê mais nada. Mas sua escada de fogo se chama Poesia. E isso é belo.

Nenhum comentário: