28.7.11

amores flutuantes

Amores flutuantes

Nos mares da Vida sou navegante impetuoso. Já joguei minha bússola e rasguei os meus mapas. Errante, guio-me pelas estrelas e por minha coragem. Mas no meu barco só levo amores flutuantes, pois, em caso de naufrágio, nos salvaremos a nado.

Nenhum comentário: