27.5.11

vinho vermelho

Então abro de novo uma nova garrafa de vinho vermelho, e sinto vontade de encontrar outra vez o menino que eu era e que foi o meu pai. Eu descendo de mim.

Nenhum comentário: