9.5.11

patricia e suzana

Patrícia tem cinco pontas prateadas, e também me fere com seus raios de amor. Também é estrela. Por isso, passei a amá-la como se deve amar uma estrela: distante. Mas Suzana tem algo mais. Enquanto Patrícia começa a cobrar-me o "compromisso", o cumprimento de uma certa promessa que existe, meio suspensa no ar, de casamento, casa própria e aliança no dedo anular — com Suzana eu brinco. De boneca e de carinho. De amor e de ternura. Enquanto Patricia tenta mostrar-me as vantagens de se ter uma base econômica sólida, uma situação estável — Suzana me convida a viver como se a vida fosse um Playcenter.
Patrícia está ficando chata; Suzana, deliciosa. Uma quer plantar-me no solo e esperar que eu dê frutos. A outra me dá flores. Me vira de ponta cabeça, me transforma em jardim. Patrícia continua uma estrela — mas Suzana... Suzana cintila.

Nenhum comentário: