20.5.11

neruda

Confesso que vivi os últimos dias só relendo Pablo Neruda e tomando sol, em meio a vinte poemas de amor, dois copos de vinho branco e uma canção desesperada... E acabei mudando muito uma das frases dele, que ficou mais ou menos assim:

"Se o poeta for louco demais, não será compreendido por ninguém, talvez apenas por si próprio. E isso é muito triste. Mas se o poeta for racional demais — será compreendido por todo mundo. E isso também é muito triste".

Nenhum comentário: