16.5.11

fora de forma

Acho que minha rebeldia anda meio fora de forma. Tem dias em que eu coloco panos quentes no meu freezer. Contemporizo. Viro mediador da realidade. Até penso em acertar e arrumar algumas coisas, embora sabendo que melhor seria desarrumar todas elas de uma vez. Na verdade, eu devia mesmo realçar essa anarquia que me abraça, buscar mais harmonia no desarranjo puro, na inconsequência sã, no abismo absoluto. Desestabilizar esse caos que já está ficando íntimo. Pôr um pouco mais de equívocos poéticos nas certezas cotidianas. Mais loucuras e doçuras, mais sol, deslumbramentos. E tornar-me desnecessário para todos, para tudo e para sempre.

Nenhum comentário: