31.5.11

amor livre

Cada um escolhe o seu tipo preferido de amor.
Eu escolhi o amor livre.
E você?



Passei minha vida inteira amando. Amando e analisando minhas relações de amor. Sem exagero, tive mais de mil amores. Comecei com Marina aos sete anos. Nesse universo maravilhoso de relações amorosas, tive apenas cinco ou seis relações fechadas. E foram exatamente essas que deram pau. Portanto, quando alguém agora vem me propor uma relação de amor fechada, eu só posso rir. Eu não suporto amores presos... Porque eu estudei esse assunto dia e noite. Eu vivenciei essa coisa, na prática, amorosamente, cuidadosamente, por anos e anos a fio. E formei a respeito uma convicção inabalável. Que fique bem claro: eu só creio no amor livre. Qualquer outro tipo de amor só traz complicação. E se você não suporta o amor livre, sejamos amigos. É isso que eu digo aos meus amores. Como se vê, eu sou um ótimo amigo.


Mas de amar não pararei nunca!

Nenhum comentário: