26.12.07

poeta libertario

Hoje, não queira muito de mim... Sou apenas um poeta libertário, nada mais. Minha biografia cabe em duas ou três linhas de um caderno azul adolescente. Sou amante da Liberdade Absoluta, e é por isso que meu coração inocente se apaixona toda hora. Sou também humanista, existencialista e provocador. Sou rebelde, sou maluco, radical, inconformista. Não tenho pressa e não tenho medo, nem ciúmes ou rancor. E vivo virando o Abismo de ponta-cabeça, todos os dias.

Porque a alegria me excita – e o risco poético, também.

Gosto de mim e de você, gosto de música e de vinho, de flores e estrelas. E adoro dançar à beira do teu orgasmo, em cordas bambas de seda.


De olhos bem fechados.

Nenhum comentário: